O que podemos aprender com as crianças?

43

Hello, pessoal. Que prazer é compartilhar algo com vocês, e ainda mais sobre algo que me fascina bastante: crianças.

Calmaaa! Se você não possui uma célula de crianças ou qualquer contato com elas, vai fazer sentido pra você também! Acredito que podemos aprender muito pela observação da criação de Deus.

Por exemplo, quando o assunto é crianças, já parou pra pensar que Deus poderia ter pensado essa fase de outra forma? Poderíamos já nascer adultos, assim haveria maior força de trabalho para a sociedade e para o Reino.

Entretanto, Ele mesmo decidiu que todas as pessoas, as famosas, as anônimas, as poderosas e as nem tanto, deveriam passar por essa fase de completa dependência.

Imaginar que o homem mais famoso de hoje, um dia só sujava as fraldas, ou que o mais inteligente de hoje, precisava de ajuda até para andar. Ao observar a criação podemos aprender coisas muito importantes para o Criador.

Crianças

O primeiro fator importante que gostaria de frisar são, realmente, as crianças. Em seu livro “Pescadores de Crianças“, Charles Spurgeon afirma que tendemos a esquecer de que as crianças são pessoas! Pessoas que merecem paciência, merecem ouvir do evangelho, merecem ser amadas conforme sua linguagem de amor e que também possuem suas necessidades de serem ouvidas!

Spurgeon mostra que celebramos e fazemos qualquer coisa pela conversão de um adulto, mas será que celebramos e pagamos um alto preço pela
conversão de uma criança?

O grande homem demonstra a sua grandeza com a maneira pela qual trata os pequenos.


Thomas Carlyle

Sempre me choca aquele episódio em que Jesus está pregando e as crianças chegam perto Dele. Os discípulos possuem uma reação compreensível. Provavelmente eu pensaria: “O Mestre tem pouco tempo na terra pra salvar a humanidade inteira, não deve perder tempo com crianças.”

No entanto, Jesus pensa diferente e afirma

“Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o reino dos céus pertence aos que são semelhante a elas.”

Mateus 19:14

E aqui entra a segunda maravilha observada na infância. Deus fez a infância para que pudéssemos aprender com ela! Afinal, somente os que forem como crianças entrarão no reino!

Dentre tantas características das crianças gostaria de listar apenas duas. E se você admira alguma característica nas crianças, deixe seu comentário aqui.

Dependência

Já observou uma criança aprendendo a andar? Chega a ser engraçado pensar que alguém não saiba fazer algo tão básico, que uma atividade tão fundamental demande tanto esforço de uma pessoinha!

Enquanto não sabíamos andar nos segurávamos ferozmente em nossos pais, mas provavelmente logo nos primeiros passos, ainda andado e tremendo, muitos de nós, instintivamente, soltamos essas mãos para andar sozinhos.

Será que muitas vezes não nos apegamos ferozmente a Deus quando precisamos dele, e então ao aprender a andar soltamos suas mãos e passamos a andar em nossa própria sabedoria?

Claro que vamos adquirindo maturidade, sem isso nunca herdaremos as riquezas do nosso Pai, mas acredito ser tão importante reconhecermos o quanto necessitamos Dele.

Costumo orar declarando a Deus que eu “não sei fazer um culto, não sei dirigir uma célula…” Não me entenda mal, a prática dessas coisas me levou a aprender humanamente como se faz. Entretanto, se um dia Ele tiver outra ideia jamais explorada por mim antes, que assim seja!

Se trata apenas de uma declaração de dependência do Seu poder, da Sua glória, da Sua presença!

Afinal, se tivermos a melhor reunião de células do mundo, mas não tivermos sua presença do que valeu aquele momento, não é mesmo?

Humildade

Talvez você esteja pensando: “Eu nunca conheci uma criança humilde”, mas gostaria de compartilhar uma história vivida com as crianças que verdadeiramente me marcou.

Há alguns vários anos estava servindo em uma salinha infantil em minha igreja local, quando vi um grupinho de crianças bolando um plano mirabolante no cantinho da sala. Tão mirabolante que, juro ter me esforçado para entendê-los, mas não fazia sentido.

Quando então, a líder do pequeno “bando” percebeu que estavam sendo observada por um adulto, ficou envergonhada, pois no fundo nem ela mesma sabia do que estava falando.

Naquele momento o Espírito Santo falou imediatamente comigo. Ele me fez ver a mim mesma como aquele grupinho no cantinho da sala, debatendo assuntos além do nosso entendimento, querendo ser a dona da razão e inventando altas teorias (O que certamente não é errado).

E que Ele era o adulto me observando. Imagine Deus ouvindo suas conversas? Ouvindo seus debates teológicos sobre a pessoa Dele! Talvez Ele ria de algumas de nossas suposições, não em deboche, mas simplesmente por Ele já saber a resposta!

Com humildade, quero te encorajar a ouvir mais as pessoas em sua célula, sejam elas adultas ou crianças. A ser consciente de que precisamos uns dos outros, não sabemos tanto quanto pensamos! A ter uma fala amável, equilibrada e mansa, humilde o suficiente para aprender uns com os outros. Como Jesus.

Nos ajude a espalhar esse conteúdo. Compartilhe pelo

Whatsapp

Copie o link, faça o download das imagens e divulgue 😉

http://bit.ly/2HX3kYI

Filha dos pastores Jackson e Meila. Adoradora. Espontânea. Supervisora de células de crianças na Paz Church e Líder do Ministério DIFLEN Palmas/TO. Uma filha vivendo pela graça de Deus.

Posts Relacionados

Comente

Novos

Dinâmica - real ou falso