Líderes verdadeiramente efetivos se importam com o coração das pessoas e não com os ‘braços’ delas. Precisamos desenvolver uma cultura em nossa liderança em que o mais importante seja o desenvolvimento de dentro para fora dos nossos liderados.

Procurar atingir as necessidades mais profundas das pessoas deve ser nosso foco, criar caminhos para dar soluções efetivas e ensinar formas para o crescimento interno. Muitos de nossos discípulos vivem constantes lutas internas e isso os torna incapazes de alcançar os resultados esperados, faz-se então necessária a prática de uma liderança que saiba escutar o coração quando todo restante esteja em silêncio.

Precisamos acreditar na liderança baseada no amor e na confiança. Vivemos num mundo onde a confusão e a insegurança são o “pão diário”, portanto a Igreja é resposta para esse mundo apático e corrupto. Pessoalmente acredito na liderança baseada no amor e na confiança. Cada vez que tenho o privilegio de liderar uma pessoa, meu maior desafio é poder entrar no coração da pessoa e permanhecer nele, ser um canal de confiança e de graça.

Nesse sentido, como lideres precisamos pagar o preço por nossos liderados, devemos perseverar na luta da sua confiança afinal de contas somos nós os lideres quem devemos conquistar esse espaço na vida de nossos discipulos.

Você não pode estimular as pessoas à ação a menos que primeiro as estimule com a emoção. O coração em primeiro lugar, depois a cabeça. Criar uma cultura de se importar com o proximo, de expressar amor por meio de ações, palavras ou presentes. Afinal de nada serve amar se nosso amor nao é expressado e entendido.
Uma frase que me chamou atenção esta semana do John Maxwell:

Onde quer que procure, você pode encontrar pessoas inteligentes, talentosas e de sucesso que não são capazes de ir mais longe por causa dos limites de sua liderança.

Desafio hoje a cada líder a vencer os limites da sua própria liderança, a procurar conquistar e se importar pelo interior de seus discípulos e tenha certeza que os resultados serão surpreendentes.