Texto: Josué 20.

Versículo-Chave: 2.

Diga aos israelitas que designem as cidades de refúgio, como lhes ordenei por meio de Moisés.

Meditação:

Naquela época, Deus, no Seu infinito amor, providenciou uma válvula de escape para aqueles que por ventura viessem a cometer um erro, um crime, um pecado: As Cidades de Refúgio. Caso alguém estivesse sendo perseguido por um vingador, poderia pedir abrigo em um dessas cidades e ali permanecer.

Nossas células devem ser cidades refúgio para aqueles que estão sendo “caçados” pelo mundo ou pelo acusador, para aqueles que se encontram desesperançados, desesperados. Temos que,diferentemente do padrão desse século, acolher as pessoas, independente do erro que elas cometeram.

Que nós, como líderes, sejamos autoridades de uma cidade de refúgio, a nossa célula, e que acolhamos aqueles a quem Deus ama, os pecadores.

Promessa:

Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. (Gálatas  5:1)