Que parâmetro você usa para saber em qual fase sua célula está? Como você define o tempo para multiplicação? Há um planejamento ou é mais no “deixa a vida me levar”?

É muito importante que o líder e a célula saibam em qual estágio o pequeno grupo está, para que as ações requeridas sejam específicas e certeiras, aumentando a chances de sucesso consideravelmente.

Uma pesquisa feita por Joel Comiskey chegou à conclusão de que células na América Latina levam em média 7 meses para multiplicar. A seguir apresento um quadro, que não é regra, mas uma sugestão para que a célula se situe e reconheça em qual estágio se encontra.

Integração

Sugestão do tempo: 1 mês.

Alvo: Formar relacionamentos.

Desafio: Há uma falta de compromisso. Frases comuns: “Não tenho muito tempo”. “Estou cansado”. “Ainda não conheço bem as pessoas”.

Prática: Promova muitas atividades para que a célula esteja junto. Ex.: Piquenique, jogos, passeios, almoços, cinema, clubes, etc. Amplie o tempo da dinâmica para solidificar os relacionamentos. Dê tempo para os testemunhos. Focalize amizades e interesses comuns. Em resumo, invista muito tempo com sua célula. Existem um líder em minha igreja que quando uma célula da sua área multiplica ele aconselha os líderes a fazerem nos quatro primeiros encontros somente comunhão, regada a muita comida, bebida e conversa, para que os laços se estreitem com maior rapidez.

Consolidação

Sugestão de tempo: 1 mês.

Alvo: Aprofundar relacionamentos e estabelecer a identidade do grupo.

Desafio: Colisão de valores. Frases comuns: “Não me compreendem”. “Não sou aceito”. A tendência é cada um pensar em si mesmo. Comparação com outras células.

Prática: Compartilhe com a célula que os conflitos são naturais e fazem parte da vida do grupo. Envolva os membros nas decisões e deixe-os compartilhar sentimentos profundos. Divida as responsabilidades com os mais maduros. Trabalhe fortemente a unidade.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo.

Treinamento

Sugestão de tempo: 2 meses.

Alvo: Amar e edificar uns aos outros.

Desafio: Após os conflitos das duas primeiras etapas o perigo agora é querer se fechar para não ser perturbado. Surge um certo egoísmo. Frases comuns: “Ah! Como é maravilhosa nossa célula. Quero permanecer nesta célula pelo resto da minha vida”.

Prática: É hora de lembrar que alcançar os perdidos e multiplicar também são propósitos da célula. Fortaleça os relacionamentos discipulador/discipulo.

 

Evangelismo

Sugestão de tempo: 2 meses.

Alvo: Alcançar não cristão.

Desafio: A célula estagnou. O ânimo da etapa anterior começa a ser afetada pela falta de sangue novo. Frases comuns: “No momento não tenho nenhum amigo não cristão”. “Eu não tenho o dom do evangelismo”. “A minha célula não é atraente para os meus amigos”. “Não tenho tempo para evangelizar”.

Prática: Lidere o grupo para alcançar os perdidos. Crie um mural com os nomes das pessoas que vocês querem ver salvas e ore por elas em toda reunião da célula. Faça atividades evangelísticas: Festa de aniversário, almoço, passeios, eventos de colheita pessoal, com a célula e toda a igreja. Incentive os membros a investirem na vida de pelo menos uma pessoa com propósito.

 

Multiplicação

Sugestão de tempo: 1 mês.

Alvo: Caminhar para a multiplicação.

Desafio: Podem surgir sentimentos negativos, tristeza, medos, dificuldades de aceitar mudanças. Frases comuns: “Vou ter que começar tudo de novo!”. “Ah! Agora que o grupo está tão bom!”. “Será que terei afinidade com o outro grupo?”.

Prática: Fale aos membros sobre essa etapa o quanto antes. Lembre-se uma data de multiplicação deve ser estabelecida assim que a célula nascer. Faça deste período algo muito agradável. Aja com sabedoria e consenso. Explique que a célula é vencedora, pois alcançou o seu objetivo maior. Celebre essa conquista.

Abaixo disponibilizo para download esse quadro em forma gráfica.

Download
Deus o abençoe!