No último sábado (09/02), estava em uma das células que supervisiono e tive a oportunidade de ter contato com um membro de célula de outra cidade que nos visitava. Durante uma conversa ele me disse que estava encantado com nossa célula. Fui mais a fundo para poder entender o motivo e descobri que na verdade não era só pela qualidade da célula, mas o pequeno grupo que participava em sua cidade não estava praticando algumas coisas básicas.

Quero compartilhar algumas coisas, mas antes deixo claro que não existe célula perfeita. O líder não deve exigir perfeição, pois pode intimidar aqueles que almejam algum dia liderar um grupo pequeno. Célula é lugar de treinamento também! Isso não nos isenta, por outro lado, de buscarmos a excelência naquilo que nos é delegado.

Existem vários modelos de células pelo Brasil, mas geralmente os momentos como Recepção, Dinâmica, Louvor e Adoração, Palavra, Visão, Oração e Lanche são comuns à maioria delas (no caso do MDA adiciona-se ainda o momento da Oferta). Sobre esses momentos vou passar algumas dicas práticas a fim de que sua reunião de célula possa melhorar em qualidade. Atente-se para isso são dicas para a REUNIÃO de célula, isso não quer dizer que a sua célula vai bombar, pois sabemos que a reunião é somente uma parte da vida do seu pequeno grupo. Vamos lá?

RECEPÇÃO

Esse é um papel principalmente do anfitrião. Ele deve receber a todos com sorrisos e abraços. Um bom anfitrião faz com que todos se sintam bem vindos e queridos na célula, por isso não deve ter apego às coisas de sua casa, pois vez e outra uma parede será suja ou algo vai ser quebrado. O ambiente físico da reunião também se encaixa na recepção, um local bem iluminado, com cadeiras limpas e dispostas corretamente dão a sensação de receptividade, de que somos esperados. A criatividade também conta e muito, claro. Certa vez fui vistar uma célula e à porta havia uma pessoa que nos entregava cartõezinhos com balinhas. Em datas comemorativas também são válida as lembrancinhas (Dia das Mães, Dia Internacional da Mulher…).

DINÂMICA

Elas são fundamentais para quebrar o gelo, trabalhar o conhecimento interpessoal e divertir! Não podem faltar! A dinâmica ideal depende do momento que a célula vive. Por exemplo, se for uma célula nova aconselho dinâmicas que unem diversão com uma resposta que revele algo sobre a pessoa (nada muito íntimo, lógico), assim pode-se ir conhecendo um pouco mais da vida de cada um. Interessante também é fazer desse momento uma introdução à Palavra. NUNCA leve uma dinâmica meia-boca (feita de qualquer jeito, que não tem nada a ver… ), prepare esse momento com todo o carinho, pois muitas vezes ele determina o clima de todo o restante da reunião.

LOUVOR E ADORAÇÃO

O que mais ouço das pessoas sobre esse momento é: “Não temos quem toque, aí fica difícil”. Eu também pensava assim e por muito tempo “penei” com esse momento em minhas células. Mas o louvor está intimamente ligado à vida com Deus dos membros da célula, então elabore estratégias para que a célula busque! Faça sua célula entender o valor do tempo de louvor e adoração. Fundamentado isso, tudo fica mais fácil! Não tem quem toque, arrume um som portátil, ou uma caixinha que pode ser plugada no celular (comprei uma outro dia que é um estouro!). Leve músicas conhecidas e confeccione um hinário para sua célula com as letras das canções que mais gostam de cantar (esse recurso é fundamental para o visitante). Aconselho músicas alegres, que levem os membros a celebrar, festejar.

PALAVRA

Creio que o sucesso desse momento – que é o coração de uma reunião – está no fato de fazer boas perguntas (clique aqui e veja um artigo sobre a palavra na célula). O lugar de escutar é no culto de celebração, no treinamento de líderes, a célula é lugar de falar! Então, líder e membro, aconselho a dar uma pincelada (coisa de 5 minutos) sobre o tema que será abordado e investir pesado em perguntas pertinentes (relacionadas logicamente ao tema) para que os membros possam falar o que entendem, o que estão aprendendo, o que estão vivendo. Pelas respostas dá para se ter ideia do momento espiritual de cada um, conhecer o coração, as motivações. O compartilhar de cada um pode edificar muito mais do que uma palavra em que só um fala e todos os outros escutam. O sistema de perguntas traz dinâmicidade à reunião, empolga, gera vontade de ir mais fundo no tema debatido. Os benefícios são inumeros!

VISÃO

Uma palavra para esse momento: FUNDAMENTAL. Muitos ainda não entendem a importância de incucar (a palavra é essa mesma) a visão na mente dos membros. Acredite se cada participante do grupo tem conhecimento sobre o modelo em que está inserido é muito mais fácil o trabalho fluir. Aproveite esse tempo para ensinar sobre a visão, a cada célula traga um apecto para ser visto. Incentive, através da divulgação, o grupo a participar dos treinamentos oferecidos pela igreja (TADEL, TLC, CTL…), para que os membros tenham contato com as estratégias da visão. Use esse momento para sempre relembrar o propósito e as metas da célula (veja Estabeleça Metas): tempo de oração, trazer visitantes, data de multiplicação e etc. Se o líder entender o poder desse momento e usá-lo com sabedoria a célula tem grandes chances de atingir seus obejtivos.

ORAÇÃO

Esse momento deve ser recheado de ousadia, fé, seriedade! As pessoas hoje buscam algo que não sabem o que é. Há um vazio que elas não conseguem preencher, há nelas um desejo de se apegar a algo para acreditar. Através da oração testemunhamos cura, libertação, cura e consequentemente salvação. Nesse momento separe um tempo para que os membros também possam testemunhar sobre a guerras vencidas em oração junto com a célula, isso aumenta a fé das pessoas. Numa célula que supervisiono o líder bolou um rodízio de oração, em que intercediam uns pelos outros durante a semana de forma que nenhum ficava sem cobertura, a cada reunião o membro ficava resposável por uma pessoa diferente. Vale a pena investir um tempo, líder, para bolar estratégias que façam elevar o nível de oração de sua célula. (Veja O Poder da Oração na Célula)

LANCHE

Mas exite estratégia no lanche? Claro! Ele serve sim, num primeiro momento, para atrair pessoas a célula. A célula pode em uma comunhão oferecer churrasco aos visitantes, então para pessoas que são mais fechadas você irá convidar para ir a um churrasco e não a uma célula. Líder, tenha a sensibilidade para perceber o contexto da sua célula, um lanche suntuoso pode inibir outros a contribuir com esse momento.

OFERTA

É o momento perfeito para o líder trabalhar a generosidade da célula. Em nossa igreja trabalhamos bastante a assistência social com os alimentos arrecadados através das ofertas nas células. A dica é: estabeleça metas, por exemplo, de cestas básicas por mês. Ao final de cada mês o grupo pode fazer um evento evangelístico entregando o que foi arrecadado. Líder, trabalhe com seu grupo para que eles adquiram o entendimento de que a oferta é uma honra a Deus, muito mais do que um investimento com retorno. Fale somente o que a PALAVRA diz sobre esse tema, ok?

Essas são algumas dicas, se você também tem algumas poste nos comentário, por favor, vamos enriquecer esse artigo.

Abraços. Deus os abençoe!